Caderno de Sábado

11/11/2020 - 10:35

Mississippi Delta Blues Festival promove primeira edição online

O evento apresentará 24 shows elétricos e inúmeros shows ‘solo’ acústicos

O Blues, acima de tudo, é um canto de liberdade e resistência. E não há cenário mais propício para resistir do que em 2020. Assim o Mississippi Delta Blues Festival, um dos eventos mais celebrados do calendário musical latino-americano, resiste e confirma sua realização em formato online nos dias 20, 21 e 22 de novembro.

Para essa edição inédita, serão 24 shows elétricos, inúmeros shows "solo" acústicos intitulados "Crossroads Time", em gravações envolvendo sete países, totalizando mais de 30 horas de música.

Além dos shows que poderão ser acompanhados pelo site oficial www.mdbf.com.br, a programação inclui ainda dez workshops no dia de encerramento.

Desde o último mês, a produção do Mississippi Delta Blues Festival tem realizado a gravação dos shows em 10 cidades entre Brasil, Estados Unidos, Reino Unido e França. Os shows que estão sendo gravados serão reproduzidos nos dias do festival, somados a apresentações ao vivo diretamente da Caza Wilfrido em Gramado.

“Essa edição do evento já estava planejada para acontecer pela primeira vez também em Gramado, uma novidade que será nossa grande aposta para o ano que vem. Com as mudanças que precisaram ser feitas acabamos adaptando a programação, mas decidimos manter Gramado no nosso circuito”, explica Fabian da Costa, diretor de comunicação do festival.

Além de atrações internacionais, temos o Blues tupiniquim dos brasileiros: Taryn (RJ), Ale Ravanello Blues Combo (RS), Clube do Blues RJ hosted by Morris Slim feat. Sergio Rocha (RJ), Casquilho & D’Kings (RJ), Fabrício Beck & Bando Alabama (RS), Laranjeletric (RJ), The Headcutters (SC), Clube do Blues da Serra Gaúcha hosted by Big Pete (RS), The Juke Joint Band (RS), Instrumental Best Dreams (RS), It’s So Blues (RS), The Cotton Pickers (RS), Carta Blanca Blues Band (RS), Decio Caetano Blues Band (PR) e Cinnamon Jazz (RS).

No domingo, dia 22, para encerrar a programação, acontecem workshops de 30 minutos, a partir das 17h, com Cris Crochemore (violão e guitarra), Gonzalo Araya (gaita), Mari Kerber e Ale Ravanello (piano e gaita), Decio Caetano (guitarra), Dani Ela (baixo), Fabrício Beck (violão), FherCosta (voz), Alamo Leal (violão e guitarra), Taryn (voz) e Maurício Sahady (guitarra). A coordenação é de Ricardo Biga, da escola de música Teclas & Cordas, responsável anualmente pelos workshops. As aulas serão transmitidas gratuitamente pelo site oficial do evento, mesmo canal de transmissão dos shows.

Por

Compartilhe esta notícia:
 - Zé Carlos Andrade/ Divulgação

Outras Notícias:

Nenhum Comentário

Deixe o Seu Comentário

Copyrights © 2021 Todos os direitos reservados por Jornal O Florense.