Covid-19

Sobe o número de casos de Influenza e Covid

Flores da Cunha registrou 400 casos de coronavírus nos primeiros dias de 2022

Um ano de sintomas leves. Essa é a previsão para 2022 do médico do Centro de Saúde Irmã Benedita Zorzi, Leonardo Severo. “Vamos ter maior número de contagiados, mas com sintomas mais leves”, informa o médico se referindo a Covid-19 e também à Influenza.

E os números já mostram isso. Nos primeiros 13 dias do ano, foram 400 casos confirmados de Covid-19, número não visto desde julho de 2021. Quatro pessoas estão internadas e 401 em isolamento domiciliar conforme o boletim divulgado nesta quinta-feira, dia 13.

“A maioria dos vírus respiratórios tendem a circular mais no inverno, mas devido ao isolamento, boa parte desses vírus diminuiu a circulação no período que eles deveriam circular. Agora, com a diminuição da pandemia e a volta das pessoas às ruas, tendo mais contato, os vírus que estavam mais adormecidos voltaram e com novas variantes, como é o caso da Influenza H3N2, já constatada no munícipio”, relata Severo, que afirma que com o tempo elas vão tendendo a se organizar em estações.

O caso de H3N2 foi confirmado em Flores da Cunha no dia 27 de dezembro pela Secretaria Estadual de Saúde. “Os sintomas são muito semelhantes. Basicamente tanto o coronavírus quanto a Influenza, são vírus que atacam o sistema respiratório. Eles causam as chamadas gripes, com coriza, pode haver febre, tosse, dor de garganta, dor de cabeça, dor no corpo”. Conforme Severo, o mais importante na presença de um quadro respiratório é o isolamento e procurar assistência médica quanto for indicado, com sintomas mais graves.

“Com as festas de fim de ano, o verão, todo movimento que tem ao litoral, vai aumentar a circulação de todos os vírus, vamos ter mais casos, porém tudo tem se demostrado que tanto as novas cepas de Covid, quanto da Influenza, não vão nos dar sintomas mais graves, principalmente pela efetividade da vacinação”, finaliza o médico.

No município 25.960 pessoas já foram vacinadas com a primeira dose e dose única, 23.360 com a segunda dose e 7.202 com a dose de reforço. No momento podem receber a dose de reforço pessoas que fizeram a segunda dose de qualquer vacina até o dia 6 de setembro.

 - Divulgação
Compartilhe esta notícia:

Outras Notícias:

0 Comentários

Deixe o Seu Comentário