Mecânico caxiense é assassinado durante tentativa de assalto no Centro de Flores da Cunha

Por Antonio Coloda – Coloda@jornaloflorense.com.br | 18 de Janeiro de 2018 às 08:41

Tiago Becher Bonato, 37 anos, foi atingido por quatro tiros. Polícia Civil investiga se crime é latrocínio ou execução. Vítima será sepultada no Cemitério de Fazenda Souza

Um homem de Caxias do Sul foi morto na frente da família por volta das 23h de quarta-feira, dia 17 de janeiro, na Rua Barros Cassal, próximo à Escola Municipal São José, quase na esquina com a Avenida 25 de Julho, no Centro de Flores da Cunha. O crime ocorreu após o mecânico Tiago Becher Bonato (foto abaixo) estacionar seu Audi prata e descer para negociar a compra de um ônibus. A mulher dele e o filho de sete anos ficaram aguardando no carro quando quatro homens, sendo três deles armados com revólveres, se aproximaram num GM Corsa de cor bordô e anunciaram o assalto.

 

A mulher, que estava com a criança no banco traseiro, não teria conseguido abrir a porta do veículo e Bonato, que estava do outro lado da rua, tentou intervir e foi atingido por pelo menos quatro tiros, sendo um na cabeça e três nas costas. Bonato foi socorrido por populares e levado ao Hospital Fátima, onde morreu devido à gravidade dos ferimentos. Os criminosos fugiram com o Corsa em direção ao bairro Nova Roma, sem levar nada. Apesar das buscas, nenhum suspeito foi identificado ou preso.

A Polícia Civil investiga se o crime se trata de latrocínio (matar para roubar) ou execução, devido às características do assassinato. O velório de Tiago Becher Bonato ocorre na Capela Cristo Redentor, no bairro São Pelegrino, em Caxias do Sul. O sepultamento está marcado para as 18h desta quinta-feira, no cemitério do distrito caxiense de Fazenda Souza. Este é a primeira morte violenta de 2018 em Flores da Cunha (em 2017 foram três homicídios e sete óbitos em acidentes de trânsito).

 

Tweetar

Imagens:

0 comentários



Ainda não há comentários. Seja o primeiro!

Deixe seu comentário