Geral

29/05/2020 - 12:56

Flagrante de jogo de futebol em Flores

Um dos jogadores seria o filho mais novo do prefeito Lídio Scortegagna

Uma denúncia anônima sobre um jogo de futebol numa quadra esportiva do Parque Romano, no Loteamento Villa Romana, foi registrada na tarde de quinta-feira, dia 28. O denunciante, que preferiu não se identificar, diz que o filho do prefeito de Flores da Cunha, Lídio Scortegagna, estaria participando do jogo, sem a utilização de máscara e indo contra as regras sobre aglomerações – jogos de futebol estão proibidos em decreto estadual. “Todo mundo estava sem máscara”, disse o denunciante em áudio que circulou pelos grupos de WhatsApp. Ele também afirmou que teria ligado no Jornal O Florense para fazer a denúncia, mas não teria sido atendido. O Jornal O Florense reitera que atendeu o telefonema, porém a ligação caiu ou o denunciante desligou antes de ser passado para a pessoa responsável por receber as denúncias.

Em relação ao jogo de futebol entre amigos e que incluía o filho do prefeito, o Jornal O Florense entrou em contato com o prefeito. Segundo ele, seu filho Carlos Scortegagna, 16 anos, estava no campo de futebol para realizar um trabalho escolar de Educação Física. O trabalho – enviado pelo prefeito ao Jornal O Florense – consistia na produção de um vídeo. “Eles estavam em três colegas realizando esse vídeo escolar, que foi enviado para a professora ontem (quinta-feira). Depois de realizarem o trabalho, chegaram outras pessoas e eles acabaram ficando lá para jogar um futebol. É preciso ser franco que isso aconteceu e que não irá se repetir. Tá errado e ele errou”, disse o prefeito.

Fiscalização

Conforme a chefe da Divisão de Fiscalização do município, Orjana D'Ávila de Souza, a fiscalização de posturas só pode atuar em estabelecimentos comerciais e locais fechados. “Quando têm aglomerações nas ruas e locais públicos, como praças e áreas de lazer, é de competência da Brigada Militar dispersar o grupo. Na área pública a fiscalização municipal não tem ingerência”, explica Orjana.  Conforme a chefe da divisão, a fiscalização está atuando em estabelecimentos que não estão seguindo as normas. “Por exemplo, está ocorrendo um jogo de futebol em uma quadra fechada, isto podemos atuar. Mas em locais públicos não é de nossa competência”, relata.

Ela enfatiza que podem ser realizadas denúncias através do telefone (54) 3279 3600, ramal 254. Dúvidas também podem ser esclarecidas.

De acordo com o capitão da Brigada Militar, Daniel Tonatto, a BM te apoiado os fiscais da prefeitura, desde o início do decreto. “Dentro das possibilidades, pois muitas vezes estamos envolvidos em ocorrências policiais. Lugares abertos e fechados é também de competência do município”, afirma o capitão.  

Parque Romano

Em nota, a Olimóveis Urbanismo afirma que “o Parque Romano é o destaque urbanístico do Loteamento Villa Romana, e foi criado com o propósito de promover e estimular relações saudáveis entre as pessoas e a cidade, e é uma contribuição da empresa para o município. Compreende uma área de mais de 24 mil metros quadrados com espaço verde preservado, ciclofaixa, pistas para caminhada, playground, gramado, lago, e quadras esportivas. O parque é um espaço público, sem prejuízo à livre circulação de pessoas. O uso de equipamentos de proteção individual e a atitude de evitar aglomerações cabe a cada um de nós, como cidadãos, para cuidarmos de nós e de quem está próximo. Incentivamos que todos sigam as orientações dispostas no decreto municipal, com a certeza de que em breve poderemos voltar a utilizar esses espaços tão queridos por nós”.

Por

Compartilhe esta notícia:
 - WhatsApp/Divulgação

Outras Notícias:

Nenhum Comentário

Deixe o Seu Comentário

Copyrights © 2021 Todos os direitos reservados por Jornal O Florense.