Geral

28/07/2021 - 18:00

Uma alternativa para a agricultura e o turismo

O casal Doraci e Patrícia quer contribuir para o turismo do município.

Na terra da uva e do vinho, nasce o Fragole Per Te, um espaço completo dedicado ao morango

Na virada de 2019 para 2020, o produtor Doraci Bassanesi decidiu trocar o roxo das uvas pelo avermelhado dos morangos, dando a início a um cultivo até então pouco explorada no município. Um ano e meio depois, o negócio deu tão certo que já evoluiu da simples venda da fruta para o Fragole Per Te, um espaço para visitação e comercialização de diversos produtos derivados do morango, que está prestes a ser inaugurado na localidade de Santa Bárbara.
A aposta na fruta surgiu para se tornar uma alternativa à produção de uvas, predominante na região. “Como eu não tinha muitos hectares de parreira plantada, nós partimos para o morango, um cultivo que produz o ano inteiro. Nós adotamos uma estratégia diferente do que geralmente se observa aqui, que é a venda para o Ceasa. Começamos a vender e entregar diretamente para o consumidor, agregando um valor maior ao produto”, conta Bassanesi.
Das visitas ao consumidor final, notou-se a demanda por um espaço para a visitação, o que deu início à ideia por trás do Fragole Per Te. “Além disso, o que nos motivou foi dar uma diversificação para Flores da Cunha. A cidade não tinha um espaço para o pessoal ficar, aproveitar, passar um domingo à tarde. Aos poucos, eles estão surgindo, mas todos voltados para o vinho e a uva. Teoricamente, somos os pioneiros do morango na região”, ele explica. 
Assim, foi plantada a semente do espaço, que começou a ser construído em setembro de 2020 –  uma inciativa em conjunto com a esposa, Patrícia, com previsão de inauguração para o início do mês que vem. Apesar de ser uma iniciativa inovadora, o empreendimento não esquece das raízes italianas da região: o nome, na língua mãe, pode ser traduzido literalmente como “morangos para você”. 
Inicialmente, o Fragole Per Te estará aberto de quarta-feira a domingo, das 8h às 18h, onde os visitantes poderão degustar um café gastronômico, com a possibilidade de comer ao ar livre, na grama, como se fosse um piquenique, com direito a uma cestinha de frutas. No futuro, haverá a opção de fazer uma trilha e visitar uma cachoeira próxima ao espaço. Ele também será aberto para eventos e, posteriormente, se pretende construir um restaurante no local.
Lá, os clientes irão encontrar uma infinidade de produtos – todos à base do morango, é claro: além da própria fruta com diversas opções de acompanhamento, serão comercializadas geleias, bebidas (uma cerveja de morango, em parceria com a RoosteR Bier, um cooler da fruta, produzido junto com a Vinícola Galiotto, além de um licor feito no próprio local) e até cosméticos (sabonete em barra, sabonete líquido e cremes). 
A uva, Bassanesi deixou para trás: ele conta que até o final do ano pretende acabar com os seus parreirais. Na vida dele, tudo agora se resume aos morangos. “Nossa cidade se voltou muito para o setor de uvas. Para mim, que sou um pequeno produtor, o mercado ficou saturado. Eu não conseguia agregar mais no setor, nem para mim, nem para o município. Para não ficar obsoleto, decidi inovar, investir em outro segmento”, revela Bassanesi.
Essa inovação parte de uma crença no potencial turístico de Flores da Cunha que, na opinião dele, tem tudo para crescer. “Nós acreditamos que tem esse público para nossa cidade. Ela é linda, tem tanto lugar bonito para visitar. Eu acho que nós temos tudo para evoluir nessa parte turística”, afirma Doraci, convidando mais florenses a investir no setor: “Um ajuda o outro, acho que tem espaço para todo mundo, para todos crescerem juntos”. 
O Fragole Per Te, segundo ele, nasce com o intuito de colaborar para o desenvolvimento do município. “A expectativa é movimentar a cidade, trazer o público para cá. Estamos trabalhando com o objetivo de ter um espaço bem aconchegante para que as pessoas venham, gostem e convidem mais gente. Esperamos virar um ponto de referência para o turismo”, projeta Bassanesi, querendo provar que nem só de uva vive a Terra do Galo.

Por Pedro Henrique dos Santos - pedrohenrique@jornaloflroense.com.br

Compartilhe esta notícia:
O casal Doraci e Patrícia quer contribuir para o turismo do município. - Pedro Henrique dos Santos

Outras Notícias:

Nenhum Comentário

Deixe o Seu Comentário

Copyrights © 2021 Todos os direitos reservados por Jornal O Florense.