Geral

27/06/2021 - 10:00

Um passeio pelo mundo da nutrição

Com uma lista extensa de viagens, nutricionista florense se aventura agora no universo da literatura

A nutricionista florense Gessica Alessi é, na verdade, uma cidadã do mundo: já conheceu 55 países. Agora, resolveu compartilhar a bagagem de uma década na área da nutrição em dois livros que passeiam pelo universo da boa alimentação. “O despertar do emagrecimento” e “Saúde no corpo” estão prestes a ser lançados – inclusive em inglês, para que o conhecimento também possa viajar mundo afora.
Com destino a um emagrecimento saudável, a primeira obra aborda as conexões entre o alimento, o corpo e a mente. “O despertar do emagrecimento” está em fase de impressão e deve ser lançado pela Editora Vírtua, de Caxias do Sul, até o final do mês. O livro traz um capítulo especial sobre os pensamentos que sabotam os planos de emagrecer e que, muitas vezes, acabam gerando o efeito contrário.
Já “Saúde no Corpo” enaltece as vitaminas e os minerais e a importância de seu consumo diário. A obra está em fase final de edição e será publicada somente em versão digital, produzida pelo  também florense Guilherme Dias, da Kosmo Design e Audiovisual. Para divulgar ambos os escritos, Gessica prepara um website vinculado ao seu perfil no Instagram (@gessicaalessi) - o livro impresso estará disponível para a venda no site da editora (www.editoravirtua.com). 
Nas redes sociais, também é possível acompanhar o gosto da nutricionista pelas viagens. “A vontade de se aventurar pelo mundo sempre esteve comigo. Eu lembro que desde muito pequena eu já expressava isso para os meus pais”, conta Gessica, formada pela Faculdade Nossa Senhora de Fátima, de Caxias do Sul e especialista em Nutrição, Clínica e Metabolismo pela Universidade Estácio de Sá, no Rio de Janeiro.
Pela estrada afora, Gessica une o útil ao agradável, aproveitando suas viagens para trabalhar e, sobretudo, para fazer o bem. Em 2014, a nutricionista desenvolveu o projeto “África, nutrição e vida” com crianças de uma escola sul-africana. Durante um mês, Gessica fez avaliação nutricional e orientou os pequenos no plantio do próprio alimento. “Foi uma troca gratificante. Todos os dias eu era recebida com muita alegria. Concluí o projeto com a sensação de que a maior beneficiada fui eu”, conta.
Quando chegou ao país africano, ela foi informada de que as crianças não tinham escova, pasta de dentes e sabonete. Com a ajuda de pessoas daqui, Gessica conseguiu encher uma mala com material escolar para eles, liderou um horário para a higienização dos dentes e aulas de como lavar as mãos na escola. “A nutrição me abriu diversas portas tanto no Brasil como fora do país”, diz a florense, que também exerceu a profissão de nutricionista na Nova Zelândia. 
Tendo como maior inspiração “ver o paciente sorrindo com os resultados obtidos”, Gessica resolveu cursar Medicina “para impulsionar ainda mais esses resultados”. Atualmente, ela é aluna do instituto europeu European University, atarefada com as provas no final de seu primeiro ano letivo.
Há um ano e meio no Brasil devido à pandemia, Gessica já arruma as malas para voltar à Europa no próximo dia 3 de julho, quando vai adicionar mais carimbos em seu passaporte. No continente europeu, Gessica pretende continuar suas aventuras pelo mundo, carregando consigo a sua principal bandeira: a da saúde.

Por Pedro Henrique dos Santos - pedrohenrique@jornaloflroense.com.br

Compartilhe esta notícia:
 - Divulgação

Outras Notícias:

Nenhum Comentário

Deixe o Seu Comentário

Copyrights © 2021 Todos os direitos reservados por Jornal O Florense.