Geral

05/07/2021 - 18:00

No aguardo dos Correios

Com diversas reclamações de atrasos, filas são comuns na  Agência dos Correios de Flores da Cunha.

Atraso nas entregas mobiliza vereadores, que esperam manifestação oficial da Agência

Uma longa espera. Assim pode ser definida a relação dos consumidores com os Correios, seja pelo atraso nas entregas ou pela extensa fila que pode ser observada todos os dias na frente da Agência, na esquina das ruas John Kennedy e Raimundo Montanari. Nas últimas semanas, a frase também passou a fazer sentido para os vereadores da Comissão de Constituição, Justiça e Redação Final da Câmara Municipal de Flores da Cunha, que convidaram os responsáveis pelos Correios para uma reunião, sem sucesso.
A insatisfação com a Agência é antiga e foi registrada pelo Jornal O Florense em outubro do ano passado, em sua edição de número 1.634. Na ocasião, a reportagem foi até os Correios acompanhar o retorno das atividades após uma greve que durou 35 dias, registrando depoimentos de clientes insatisfeitos com o atraso nas entregas. Donos de lojas virtuais que dependem do serviço para sobreviver e até um pai que recebeu o presente de aniversário da filha atrasado foram alguns dos ouvidos.
De lá para cá, a situação pouco mudou – e as reclamações são ouvidas por todos os lados, desde a fila de atendimento às redes sociais. A florense Carina Belinek esteve na agência nesta quinta-feira, dia 1º de julho, para devolver uma compra que realizou pela internet e protestou contra o serviço da empresa: “É uma vergonha. Não uso o serviço toda a semana, mas a cada 15 dias com certeza. Nunca saio satisfeita. Eu sempre tive problemas com os Correios. Tem que privatizar já, imediatamente”, diz Carina.
Ela conta que, certa vez, enfrentou dificuldades para um receber um computador, necessário para o seu trabalho. “Recebi um aviso que tinha que buscar um pertence aqui no Correio. Quando eu cheguei, eles não encontravam. O carro tinha ido para Vacaria, eles não sabiam onde estava. Não era uma caixinha qualquer, era um computador, uma caixa grande e eles não encontravam”, conta a florense. 
Os atrasos e problemas na entrega são especialmente preocupantes em um momento de pandemia, que fortaleceu o comércio online. “Eu venho comprando muito pela internet, mudamos muito os hábitos devido à pandemia. Mas o atendimento é ruim e em cidade maior é pior ainda. Aqui nem se fala, tem somente duas pessoas atendendo, por isso que está essa fila gigante”, protesta.
A insatisfação é generalizada e chegou aos ouvidos dos vereadores florenses. “Eu tive a honra de escutar muitos moradores, cidadãos aqui de Flores da Cunha, que vieram a ser afetados pelo problema. São casos de atrasos de encomendas e pedidos, especialmente de compras pela internet, que não chegam conforme o previsto pelo sistema”, corrobora o vereador Carlos Roberto Forlin (MDB).                                                            
Diante da situação, a Comissão de Constituição, Justiça e Redação Final da Câmara Municipal de Flores da Cunha, composta por Forlin, o vereador Luiz André de Oliveira (Republicanos) e o presidente Diego Tonet (Progressistas), decidiu agir. Na segunda-feira, dia 21, os três estiveram na agência para entregar um ofício ao gerente da instituição, que não se encontrava na hora. Então, os vereadores decidiram não deixar o documento. 
A ideia, segundo Forlin, era convidar o responsável para comparecer na Câmara a fim de ouvir o lado dele da situação. “Em cima disso, daí sim, com muita clareza e muito respeito, procurar construirmos juntos uma solução que possa vir minimizar ou até mesmo sanar o problema que hoje a gente vem enfrentando no município”, comenta Forlin, que planejava levar ao encontro os questionamentos que ouviu da comunidade.
Os vereadores foram finalmente recebidos na quinta-feira, dia 24, quando realizaram oficialmente o convite para o responsável ir até a Câmara na quinta-feira seguinte (dia 1º de julho). Esperando confirmação da presença até a noite anterior ao encontro, eles não obtiveram resposta do responsável. O retorno foi feito apenas por telefone para a assessora do presidente da Comissão, informando a não intenção de participar. Segundo o vereador Carlos Roberto Forlin, o Legislativo segue com o intuito de resolver a situação e aguarda uma manifestação oficial direcionada à Câmara.

Por Pedro Henrique dos Santos - pedrohenrique@jornaloflroense.com.br

Compartilhe esta notícia:
Com diversas reclamações de atrasos, filas são comuns na  Agência dos Correios de Flores da Cunha.  - Pedro Henrique dos Santos

Outras Notícias:

Nenhum Comentário

Deixe o Seu Comentário

Copyrights © 2021 Todos os direitos reservados por Jornal O Florense.