Geral

29/07/2021 - 11:00

Artigo: Década da agricultura familiar

Até 2028 serão desenvolvidas várias ações pelas organizações dos produtores, cooperativas, sindicatos, federações, confederações, governos, igrejas e outras entidades

Estamos na década da agricultura familiar. A ONU decretou o período de 2019-2028 para que os governantes, junto com as organizações representativas da categoria, promovam ações e implementem políticas públicas para os agricultores familiares e determinou que a FAO – Organização das Nações Unidas para a Alimentação coordene essas ações para o fortalecimento da agricultura familiar durante essa década.
E no Brasil foi instituída por lei a Semana Nacional da Agricultura Familiar, que acontece nesse ano na semana de 19 a 24 de julho.
Esse período representa uma grande oportunidade para valorização, reconhecimento e fortalecimento do trabalho dessa importante categoria que produz a maior parte dos alimentos.
A década prevê ainda ações de combate à fome e à pobreza no meio rural, acesso aos serviços públicos e à política agrícola e agrária.
O plano de ação da década está alicerçado em vários pilares, ou seja, criação de um cenário para o fortalecimento da agricultura familiar, apoio dos jovens para garantir a sucessão rural, fortalecimento das organizações da agricultura familiar, melhoria do bem estar das comunidades rurais, promoção sustentável da agricultura familiar como forma de garantir a proteção da biodiversidade e do meio ambiente para as gerações futuras.
A década é a soma de um conjunto de oportunidades para avançar no fortalecimento, desenvolvimento e valorização da agricultura familiar, que produz alimentos saudáveis para toda população mundial.
Para tanto é necessário ampliar, melhorar e facilitar o acesso às políticas públicas de crédito, seguro, comercialização, habitação, aquisição de terras para fomentar o desenvolvimento e gerar o bem estar das famílias.
Até 2028 serão desenvolvidas várias ações pelas organizações dos produtores, cooperativas, sindicatos, federações, confederações, governos, igrejas e outras entidades que visam a elaboração e execução de planos que promovam o fortalecimento e o desenvolvimento sustentável dos agricultores e suas famílias.
A década prevê também o incentivo à organização cooperativa e associativa dos agricultores familiares como forma de agregar mais valor, gerar mais renda e trabalhar de forma mais organizada.
O STR está engajado nesse projeto da Década da Agricultura Familiar e, junto com a Federação e Confederação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar e outras entidades e instituições, vem desenvolvendo ações para valorizar e fortalecer o trabalho de quem produz 70% dos alimentos.
Nessa semana a Fetag entregará ao governador e ao presidente da Assembleia documento relatando a importância da agricultura familiar para a economia do Estado.

Por Olir Schiavenin, Presidente do Sindicato dos Trabalhadores Agricultores Familiares de Flores da Cunha e Nova Pádua

Compartilhe esta notícia:
 - Pedro Henrique dos Santos

Outras Notícias:

Nenhum Comentário

Deixe o Seu Comentário

Copyrights © 2021 Todos os direitos reservados por Jornal O Florense.