Esporte

18/08/2017 - 16:17

Duelo de invictos na final do Citadino

Equipe do Nacional.
Time do Broca 18.

Finais do futsal masculino e feminino ocorrem nesta sexta-feira, à partir das 19h, no Ginásio Poliesportivo de Flores da Cunha

Num enfrentamento incomum ou talvez o único na história do Citadino florense, os finalistas do torneio chegam à decisão sem ter perdido um ponto sequer depois de 10 jogos. A final do Campeonato Municipal de Futsal de Flores da Cunha prevista para ocorrer nesta sexta-feira, dia 18, no Ginásio Poliesportivo, terá Nacional x Broca 18, ambos com 100% de aproveitamento. Os dois times repetem o confronto de 2016, porém, na edição passada ambos acabaram eliminados do torneio pelo Departamento Municipal de Desporto (DMD) por terem se envolvido numa confusão generalizada ao término do tempo regulamentar, quando a disputa se encaminhava para os pênaltis. No momento da paralisação o placar estava 3 x 3. Os times Liga da Justiça e Cerro de Monte Cristo, eliminados na semifinal, foram declarados campeão e vice, respectivamente. O confronto de hoje ocorre às 21h.

A pena imposta pelos organizadores, no entanto, parece não ter abalado a estrutura dos finalistas, que chegam à decisão igualados, com pequena superioridade do Broca 18. A equipe treinada pelo ex-prefeito de Nova Pádua, Itamar Bernardi, o Kiko, tem em seu plantel o goleiro menos vazado do torneio, o atual prefeito paduense, Ronaldo Boniatti, com 9 gols sofridos, enquanto que o ataque marcou 58 gols contra 57 do Nacional. Embora os dois finalistas tenham os ataques mais positivos do campeonato, a artilharia pertence a Nicolas Costa, do eliminado Liga da Justiça, com 20 gols. Juntos, Nacional e Broca 18 são responsáveis por 13% dos 856 gols marcados até a agora em 126 partidas.

Para chegar à final, o Broca 18, que foi três vezes vice-campeão do torneio (2013 a 2015) e vencedor das duas edições da Copa Vales da Serra, eliminou na semifinal o Alfredão com vitória por 6 x 3. Já o Nacional, campeão do Citadino em 2014 e vice-campeão da Vales da Serra de 2015, venceu na fase anterior a até então invicta equipe da Liga da Justiça, por 5 x 1. Para a final, o técnico Kiko deverá sair jogando com Ronaldo; Doraci, Franciel, Erich Batista e Emanuel. No lado do Nacional, Nando Rosa deverá colocar em quadra Maurício; Adriano, Everson, Micael e Patrique. Em caso de empate o vencedor será conhecido após cobrança de pênaltis.

Cruzeiro e J.A. decidem o feminino

Na preliminar da final do Citadino prevista para ocorrer às 21h desta sexta-feira, no Ginásio Poliesportivo Marcos João Pivoto, Cruzeiro de São Gotardo e J.A. da Linha 60 decidem o Municipal de Futsal Feminino de Flores da Cunha. A final está prevista para iniciar às 20h. Antes disso, às 19h, Jorgitas x Fênix disputam o terceiro lugar do feminino. Na fase anterior, disputada dia 12, o J.A. venceu a Fênix por 5 x 1, gols de Bruna (2), Elaine, Francieli e Daniela, descontando Michele. No outro confronto semifinal, o Cruzeiro manteve o aproveitamento de 100% no campeonato ao vencer o time das Jorgitas por 3 x 0, gols de Mayara (2) e Gracely. Além da melhor campanha na fase classificatória, quando venceu por 3 x 1 o confronto diante do J.A., o Cruzeiro tem o ataque mais positivo e a artilheira do torneio. Em seis jogos o time de São Gotardo marcou 30 gols, sendo 13 da goleadora Rafaela Chiarani. As defesas de ambas as finalistas sofreram seis gols.

 

Finais – Hoje

19h – Jorgitas x Fênix (F)

20h – Cruzeiro x J.A. (F)

21h – Nacional x Broca 18 (M)

 

Por Antonio Coloda – Coloda@jornaloflorense.com.br

Compartilhe esta notícia:
Equipe do Nacional. - DMD/Divulgação Time do Broca 18. - DMD/Divulgação

Outras Notícias:

Nenhum Comentário

Deixe o Seu Comentário

Copyrights © 2021 Todos os direitos reservados por Jornal O Florense.