Economia

14/09/2021 - 18:00

Uma nova vitrine em ascensão

Camila Viapiana e Bruno Scortegagna comandam a Arco Íris per Bambini.

A pandemia de Covid-19 impactou diretamente as relações de consumo e trouxe mudanças no comportamento dos consumidores

A proximidade do Dia do Cliente, lembrado na quarta-feira, dia 15, provoca uma reflexão sobre as novas relações de consumo, que ganharam ainda mais força durante a pandemia da Covid-19 e, sem dúvida, são hábitos que vieram para ficar. 
Dados da pesquisa Consumidor Gaúcho de Moda: Perfil e Hábitos de Consumo 2021, comandada pelo Sebrae RS apontaram que, antes da pandemia, 3,8% do público gaúcho fazia compras online, enquanto agora, esse número passa dos 9%: mais que o dobro.  Outro ponto destacado pelo estudo foi a preferência pela compra por produtos de dentro do estado. 
Seguindo essa tendência, o comércio florense vem ganhando espaço nas redes sociais com a realização de lives, apostando em inovação para fomentar seus negócios e alcançar mais visibilidade entre diferentes públicos. “Resolvemos iniciar, mas, não sabíamos bem como acontecia tudo isso e qual seria a reação dos nossos clientes. A primeira live, há mais de um mês, foi bem-sucedida, teve bastante interações e gerou muito engajamento nas redes sociais, ganhamos seguidores e conseguimos alcançar clientes que não vinham até a loja. A partir daí trabalhamos para a segunda live, que realizamos na semana passada”, explica o empresário linha de frente da Arco Íris per Bambini, Bruno Scortegagna.
A loja, que acompanha a criança desde o nascimento até a adolescência e trabalha com roupas, brinquedos e acessórios, utiliza as lives para divulgar promoções de itens de coleções anteriores e pretende, nas próximas, apresentar as novas peças para o verão 2022, além de conteúdos diferenciados e informações que gerem conhecimento. 
Scortegagna também mencionou que desde o início, há dois anos e meio, o estabelecimento foca muito nas postagens para Facebook e Instagram, por meio de publicações no feed e storys, além de investir muito em marketing, cursos e equipamentos para se encaixar nessa nova realidade de consumo digital. “A pandemia só acelerou esse processo e, podemos dizer, que isso nos ajudou a sair de uma zona de conforto, porque se o cliente não vem até a sua loja você tem que dar um jeito de entender o porquê e chegar até ele”, destaca o empreendedor que completa mencionando as facilidades do meio digital para consumidores e lojistas.
Praticidades que fazem a diferença, sobretudo no dia a dia das mamães e das pessoas que vêm de cidades vizinhas, bem como as que ainda não conhecem a loja e acabam despertando o interesse de visitá-la, ou, até mesmo, de adquirir algum produto. 
“Estamos com um projeto bem legal para continuar com as lives, pois a gente entende que cada vez mais a geração que está por vir também vai focar nessas mídias sociais e nessa interação, que têm sido muito benéficas para nós. As lives geram um exponencial ganho na interação digital com os clientes e são um ótimo sistema de divulgação e engajamento”, finaliza Scortegagna. 

Para o público adulto
Não é só com as crianças e com as mamães que as lives estão dando bons resultados. O setor da moda, como um todo, está ganhando cada vez mais adeptos nesse universo virtual, principalmente quando a palavra-chave é promoção. 
“Começamos com as lives há uns dois meses. A gente viu necessidade em função da pandemia e porque as pessoas passaram a comprar bastante via internet, sem sair tanto. Quando fizemos a primeira, estávamos com um pouco de receio por ser uma coisa nova, diferente, mas foi muito bom e superou as expectativas. Há uns dez dias fizemos a nossa segunda live e foi ótimo. Ficamos com um número de visualizações entre 100 a 127 pessoas em 2h30min e seis pessoas estavam envolvidas na organização”, conta uma das diretoras da Exube, Eliane Lanzarin. 
Nas duas lives a loja de roupas, calçados e acessórios femininos mostrou peças com descontos, do fim da coleção de inverno e, agora, pensa em apresentar a nova coleção primavera/verão 2021/2022. 
“Com as promoções nós conseguimos abranger um público que não vinha até a loja, ou não conhecia. Muita gente que acabou comprando não era cliente antes e veio retirar o que comprou pela live. Essas pessoas nos parabenizaram e se mostraram ansiosas pelas próximas”, explica a também diretora da Exube, Manila Cavazzola.
Da mesma forma que o Facebook, o Instagram e o WhatsApp, a live é outra plataforma que está ganhando espaço entre os consumidores e uma tendência que, cada vez mais, mostra que veio para ficar. “Investimos em equipamentos para a realização das lives, estamos nos atualizando sobre essas ferramentas e pensamos em aumentar a frequência para duas ou três vezes por mês. Vamos continuar para que as pessoas tenham mais essa alternativa para conhecer a loja e as peças. Vimos um retorno muito bom por parte das nossas clientes e é uma oportunidade a mais para vir até a loja”, finaliza Eliane. 
Um reflexo desse consumo digital também pode ser observado na procura dos florenses por capacitação. Como exemplo podemos mencionar o curso Live – Do Planejamento à Prática, ministrado pelo presidente da CDL de Flores de Cunha, Jásser Panizzon, no início deste mês. “Tivemos uma resposta muito boa. Nosso lojista se permite inovar. A pandemia deu um empurrão para que aqueles que ainda estavam resistentes se adequassem ao inevitável: unir o físico ao virtual. As mudanças incessantes que o mundo vive exigem uma mente mais aberta e uma resposta mais rápida dos gestores e empresários. A pandemia os forçou a isso”, explica o presidente da entidade, que também é neurocientista e criador do Sementes de Vida.
No curso, os participantes aprenderam sobre a importância e o porquê realizar lives, as melhores redes para promovê-las, os horários e formatos mais aconselhados para ter engajamento, além de como fazer uma live utilizando apenas o celular ou de forma profissional. 
Afinal, de uma forma ou de outra, não há dúvidas de que a inovação nunca se fez tão necessária para acompanhar os avanços da tecnologia e fazer dela uma aliada nos negócios.

Por Karine Bergozza - redacao@jornaloflorense.com.br

Compartilhe esta notícia:
Camila Viapiana e Bruno Scortegagna comandam a Arco Íris per Bambini. - Karine Bergozza

Outras Notícias:

Nenhum Comentário

Deixe o Seu Comentário

Copyrights © 2021 Todos os direitos reservados por Jornal O Florense.