Maurício Pauletti

Maurício Pauletti

é Tão Fácil Ser Feliz

Formado em Direito pela Universidade de Caxias do Sul, Maurício Pauletti é industrial gráfico do município de Flores da Cunha há 32 anos. No universo das comunicações, Maurício contribuiu como diretor-presidente do jornal O Vindimeiro. Já apresentou o programa Parlavêneto na rádio Vêneto durante 7 anos na década de 90.

Pauletti já presidiu a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) e é membro-fundador do Rotary Club florense. Ele também marca presença na comunidade religiosa, ministrando cursos para noivos, sendo ministro extraordinário da Eucaristia e atual ministro extraordinário da Palavra. Hoje, Pauletti faz parte do Movimento do Cursilho.

Maurício Pauletti já integrou o Conselho Deliberativo da Sociedade Recretiva Aquarius, presidente da Associação Rio-grandense de Bocha Pontobol e presidente da liga Florense de Bocha Pontobol. Politicamente, Pauletti já integrou a câmara de vereadores de Flores da Cunha pela antiga Arena e hoje é membro do diretório municipal do Partido Progressista (PP).

Contatos

Não há dificuldade que dure para sempre

A vida é um percurso às vezes muito complicado

A vida é um percurso às vezes muito complicado, e muitos de nós ficamos cansados e chegamos a perder a esperança de encontrar o caminho sem tantas dificuldades. Alguns desistem no caminho, param de lutar por falta de forças.
Mas, por mais difícil que às vezes pareça, há algo que devemos manter bem presente em nossa mente: nada dura para sempre! Apenas a morte é definitiva, apenas para ela não existe um remédio ou uma alternativa. Para todo resto, ainda que pareça que não, existe uma solução.
Tudo eventualmente acaba mudando, passando. Mas, para isso, precisamos acreditar e batalhar, nunca desistir, pois quando há vontade, quando acreditamos realmente, tudo pode ser possível, e sonhos se tornam reais!
A perseverança compensa a determinação, e a luta pela superação trará frutos e uma recompensa que, no final, valerá por todo sofrimento.
Encare as dificuldades como aquilo que elas são: momentos difíceis, mas necessários de crescimento e aprendizagem, e muitas vezes também, oportunidades para mudar o que não está bem na sua vida.