Empreendedores de Otávio Rocha se unem para desenvolver o turismo

Por Camila Baggio – Camila@jornaloflorense.com.br | 01 de Novembro de 2017 às 08:38

Empresários de Flores da Cunha estão de olho na estruturação e divulgação dos atrativos do distrito

Com taças de espumantes, sucos de uva e produtos locais como chocolates, cucas, geleias, polenta e queijos fritos, foi apresentado na tarde de ontem, dia 26, o Plano de Ação para o Desenvolvimento Turístico de Otávio Rocha. Incentivados pela restauração do Casarão dos Veronese, que se encaminha para as etapas finais – a inauguração está marcada para o dia 15 de dezembro –, seis empreendedores do distrito florense se uniram com o intuito de fortalecer o turismo local enquanto destino conhecido pelas festas, menarostos, tranquilidade e hospitalidade.

A apresentação ocorreu na Casa Gazzaro, uma das participantes da iniciativa com a Chocolate com Arte, a Família Slaviero, o Restaurante Otávio Rocha, a Doces Silber e a Casa das Cucas. O projeto, liderado pela iniciativa privada, conta com o apoio do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) Serra Gaúcha e da Prefeitura de Flores da Cunha. “O grande objetivo não é necessariamente desenvolver uma rota turística, uma vez que o próprio destino ‘Otávio Rocha’ é uma marca forte, uma identidade muito particular e privilegiada. Por isso estamos trabalhando no sentido de desenvolver o turismo local”, destacou a turismóloga Ivane Fávero, consultora de Turismo do Sebrae e ex-secretária de Turismo de Garibaldi.

A iniciativa começou a ganhar força no ano passado e há seis meses integra reuniões de trabalho e visitas técnicas em destinos turísticos de outras cidades da região. Durante o encontro desta semana, que contou com convidados, imprensa e autoridades, foi apresentado o plano de desenvolvimento com foco em ações de médio e curto prazo, mas principalmente visando o lançamento da proposta turística no primeiro semestre do ano que vem. “Algumas dessas ações incluem a própria estruturação do destino, com inovação e qualificação e, depois, também inciativas de promoção e divulgação. É preciso mostrar que os visitantes podem passar um final de semana com muito proveito nesta vila”, complementou Ivane, que atualmente é presidente da Associação Internacional de Enoturismo (Aenotur).

Parceria

Um destino ‘étnico-nostálgico’, daqueles que lembram os domingos na casa da avó ou junto à família. Esse é um dos objetivos da proposta turística em Otávio Rocha, trazendo à tona uma coleção de histórias e experiências que a vila mantém de forma autêntica por meio de seus empreendimentos – grande parte deles em família. “A maioria dos negócios que integram essa ideia já abre diariamente, então precisamos ocupar essa capacidade que hoje está acima da demanda com ações coletivas. Além deles, temos os atrativos como a Praça Regional da Uva, o Parque da Gruta e o Casarão dos Veronese, este último que será nosso atrativo âncora”, destacou a turismóloga Ivane.

As ações dependerão de investimentos privados e também públicos, por isso o prefeito, Lídio Scortegagna (PMDB), valorizou a diversificação econômica proporcionada pelo turismo. “Fico contente por estar se pensando em um destino turístico e não em um nome ou um negócio. Ter empreendimentos diversos, com um diferencial e hospitalidade, é fundamental”, discursou. “Eu acredito que essa união entre a iniciativa local e o poder público é o melhor e mais efetivo modelo de desenvolvimento de turismo. Os empresários estão envolvidos e estimulados, estão conhecendo a realidade de outras ofertas turísticas e percebendo o que pode ser qualificado na sua oferta. A localidade é belíssima, tem um patrimônio cultural ímpar, é só agregar valor à experiência que o turista pode ter”, valorizou a turismóloga.

 

Os empreendimentos

O grupo é formado por seis empresas, mas está aberto para novas adesões. Confira:

– Casa Gazzaro: estrutura para eventos, varejo de espumantes, sucos de uva e produtos gastronômicos, com local para degustação.

– Casa das Cucas: venda de cucas, biscoitos, pães, grotolis e outros produtos coloniais.

– Doces Silber: geleias, chimias, compotas, conservas e frutas cristalizadas com destaque para o mirtilo.

– Chocolate com Arte: chocolateria com fábrica própria e loja.

– Restaurante Otávio Rocha: gastronomia típica italiana para almoços e jantares.

– Família Slaviero: visitação e degustação de uvas nos vinhedos e na propriedade.

 

Caminhos da Colônia

Atualmente, Otávio Rocha é um dos destinos do roteiro turístico Caminhos da Colônia – a participação de Flores da Cunha já foi maior, mas hoje soma a minoria dos empreendimentos participantes da rota que inicia em Caxias do Sul, passando pelas comunidades da Linha 30, São Luiz da 9ª Légua e Santa Justina. Hoje o roteiro conta com nove empreendimentos, de acordo com o presidente da Associação Caminhos da Colônia, Carlos Eduardo Simonetto. Conhecido pelo antigo ônibus verde que passeava pelo interior, hoje o roteiro não oferece mais o serviço, mas indica as propriedades participantes para passeios de carro. “O turismo sempre tem uma demanda, a dificuldade é trazer o visitante e vender para ele. Hoje nosso principal público é formado por pessoas encaminhadas por agências e também aquelas que se aventuram de carro em busca de destinos mais tranquilos, fugindo um pouco do movimento de Gramado, por exemplo”, destaca Simonetto, que é proprietário do Orquidário Tradição, empreendimento que integra o Caminhos da Colônia.

O roteiro é gerido por uma associação e deverá ter um espaço junto ao Casarão dos Veronese. “Neste local o objetivo é voltar a ter mais empreendimentos de Flores da Cunha participando do nosso roteiro, tornando-o mais atrativo, divulgando e levando mais pessoas para as propriedades locais”, adianta Simonetto.

Tweetar

0 comentários



Ainda não há comentários. Seja o primeiro!

Deixe seu comentário