Professora eterniza amor aos animais de estimação

Por Larissa Verdi – larissa@jornaloflorense.com.br | 17 de Janeiro de 2018 às 10:39

A aposentada Inês Maria Mazzarotto contratou um artista para pintar no muro da sua residência todos os bichanos que já teve

Ela ama animais e fez desse amor uma causa social. A professora aposentada Inês Maria Mazzarotto, de 75 anos, resolveu homenagear os bichinhos de estimação que teve durante a vida em um painel ao lado da sua casa, no bairro Aparecida. A pintura foi pensada por ela e executada pelo artista Luis Henrique Lima, mas ainda faltam alguns personagens e detalhes para ser finalizada.

Lá estão os gatos July, Nika, Megui, Rufo, Kako e Amapola. Alguns já falecidos, outros ainda a acompanham. Todos eles foram adotados por meio da União Pela Vida Animal (Upeva), associação a qual Inês também é voluntária. “Eu sou apaixonada pela natureza, pelo planeta e pelos animais. Sempre penso que se cada um fizer um pouquinho tudo fica melhor, desde separar o lixo até adotar um bichinho”, enfatiza.

Enquanto desempenhou o ofício de professora de séries iniciais, ela priorizava o ensinamento de ações para o bem comum como forma de conscientizar as novas gerações. “O importante é conscientizar para não abandonar ou maltratar os bichinhos. Adotar ou ajudar quem pode abrigar um animal são formas de contribuir”, destaca a voluntária. Além do auxílio à Upeva, ela e mais três amigas criaram um grupo de apoio para gatos abandonados, onde ajudam na manutenção de abrigo de cerca de 60 animais. “Arcamos com as despesas e ajudamos na manutenção do espaço, fizemos isso porque é preciso se unir para ajudar essas vidas que muitas vezes são abandonadas.”

Vegetariana há alguns anos devido ao amor pelos animais, Inês afirma que não sente falta de comer carne. “Todas as formas de vida merecem respeito. Eu virei vegetariana e me sinto muito bem com essa decisão.” Ela que foi criada no interior, sempre teve a convivência com animais por perto, mas foi depois que passou a morar sozinha na cidade que passou a sentir a importância da companhia e do carinho dos bichinhos. “Adotar é tudo de bom, eu cuido deles, mas eles também cuidam muito de mim. É uma alegria sem fim”, conta ela, que divide a casa com seis gatos. O painel também foi feito com o objetivo de chamar a atenção das pessoas de como é bom conviver com animais. 

Em Flores da Cunha, a Upeva realiza um trabalho de proteção aos animais. Fundada em 2008, a ONG se mantém por meio de ações e ajuda de voluntários. A missão é resgatar cães e gatos, castrá-los, cuidá-los e encaminhar para a adoção consciente. A entidade administra uma chácara na capela Medianeira, onde abriga parte dos animais. Os voluntários também auxiliam no abrigo e cuidado com os bichinhos. Quem quiser ajudar pode contribuir com a adoção, auxílio financeiro ou doação de ração.

 

Tweetar

0 comentários



Ainda não há comentários. Seja o primeiro!

Deixe seu comentário