Flores da Cunha sedia o 30° Encontro Nacional dos Produtores de Alho

Por Danúbia Otobelli – Danubia@jornaloflorense.com.br | 20 de Outubro de 2017 às 15:39

Mais de 500 pessoas participam do evento no salão paroquial. Atividade que conta com exposição de máquinas será encerrada com jantar nesta sexta-feira

Produtores de alho de todo o país estão reunidos no salão paroquial de Flores da Cunha para debater ações sobre o mercado e o crescimento do setor. Mais de 500 pessoas estão participando do 30° Encontro Nacional dos Produtores de Alho, realizado numa parceria entre a Associação Nacional dos Produtores de Alho (Anapa) e a Associação Gaúcha dos Produtores de Alho (Agapa). As atividades ocorrem à tarde com palestras sobre cultivo da cultura e panorama do mercado atual, além de painel sobre a atuação de entidades, debates e bate-papo com as lideranças. O encontro se encerra às 19h com jantar entre os participantes.

Com o tema O Futuro do Alho em Nossas Mãos, o Encontro visa conscientizar a todos sobre a importância do setor e apresentar análises da produção e do mercado. “O tema nos remete a importância de estarmos unidos e organizados para defender a categoria e discutir e planejar o mercado”, citou o presidente da Anapa, Rafael Jorge Corsino, durante a abertura.

As atividades contam, além dos produtores de alho, com a participação de autoridades e representantes do governo do Estado, de municípios do Rio Grande do Sul, da Emater-RS/Ascar, da Federação dos Trabalhadores na Agricultura (Fetag-RS), de deputados federais, de entidades e de instituições. Entre os presentes, estão os prefeitos de Flores da Cunha e Nova Pádua, Lídio Scortegagna e Ronaldo Boniatti, respectivamente; o deputado federal e ex-ministro do Desenvolvimento Agrádio Pepe Vargas; e o presidente da Agapa e do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Olir Schiavenin.

O Brasil produz anualmente 140 milhões de quilos de alho, sendo que o consumo nacional é de quase 300 milhões. O país responde por 45% desse percentual, o restante é complementado pelo alho importado.

 

Tweetar

0 comentários



Ainda não há comentários. Seja o primeiro!

Deixe seu comentário