Blog - Direto da redação

O blog trata de temas políticos e econômicos e de fatos cotidianos.
Sobre o autor: Fabiano Provin, jornalista e sommelier, editor do Jornal O Florense.

Todos os comentários feitos nos blogs passam por moderação. Ou seja, os mesmos são avaliados antes de serem ou não liberados nas postagens.

Opiniões Sobre A Cip – Custeio de Iluminação Pública

01 de Setembro de 2017 às 23:19 0 Comentários

A polêmica taxa de cobrança da iluminação pública em Flores da Cunha, cujo projeto tramita na Câmara de Vereadores, já foi motivo de uma audiência pública para que parte da comunidade (uma pequena parte, na verdade, pois o interesse da população foi mínimo) pudesse sanar dúvidas. A proposta da prefeitura prevê a criação da contribuição para o Custeio do Serviço de Iluminação Pública (Cip).

Os argumentos da administração para a Cip são uma exigência federal e a utilização dos valores arrecadados diretamente em ações de segurança pública. Vereadores da oposição são contrários à proposição pelo fato de se criar um novo imposto. Nesta semana, a vereadora Claudete Gaio Conte (PDT) sugeriu ao Jornal O Florense solicitar a presidentes de entidades de Flores da Cunha qual a opinião sobre o projeto da Cip. Confira as respostas abaixo.

Tiago Paviani, presidente do Centro Empresarial: “Discordamos da criação de quaisquer novas taxas ou tributos que venham a onerar a sociedade e empresários. Contudo, a proposta apresentada se destina especificamente ao investimento na área de segurança, onde nosso município está carente e vulnerável. Esta responsabilidade caberia ao Estado, mas somos sabedores que em curto espaço de tempo não haverá investimentos, neste caso, a proposta seria simpática e sairíamos em sua defesa no caso de haver alguma forma constitucional e legal de vincular estes recursos para aplicação específica na segurança. Também somos simpáticos inclusive na sugestão apresentada em plenária de aprovação do projeto para dois anos”.

Marcio Rech, presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL): “Sou a favor da melhoria na segurança pública, utilizar a tecnologia para aumentar o poder de fiscalização me parece ótimo, como o exemplo da implantação do sistema de cercamento eletrônico. Porém, não concordo em instituir uma nova taxa de iluminação pública a ser paga pela população para resolver o problema. O atual cenário econômico e a excessiva carga de impostos já fazem com que qualquer pessoa repudie novas taxas. Acredito não ser o momento para isso. Temos que achar outros meios para resolver a situação”.

Olir Schiavenin, presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR): “Após ouvir vários integrantes da categoria que represento, os mesmos e eu somos contrários a mais esse ônus, isso porque o povo brasileiro está sobrecarregado de impostos, taxas, contribuições... E os agricultores, além de contribuírem sobre toda a comercialização dos produtos, quando adquirem máquinas, implementos, equipamentos, ferramentas, adubos, combustíveis, lubrificantes, agrotóxicos e outros insumos agrícolas, no seu preço final de tudo isso estão embutidos impostos que são pagos por eles. Isso impacta no aumento do custo de produção e esse ônus não é repassado ao preço final dos produtos agrícolas”.

Itamar Brusamarello, presidente do Conselho Comunitário Pró-Segurança Pública (Consepro): O cenário econômico o qual se encontra inserido o país não é nada propício à instituição ou majoração de alíquotas de tributos. Por outro lado, os cidadãos, a cada dia que passa, sentem-se cada vez mais desprotegidos, clamando e implorando por segurança pública. Por um lado, temos o lado econômico e, pelo outro, a vida e a segurança das pessoas, o que fazer? Sabe-se que os dois princípios, o econômico e da segurança, precisam conviver harmonicamente, de modo que nenhum seja extinto em detrimento do outro. A única possibilidade do Consepro ser favorável à instituição da Contribuição de Iluminação Pública (Cip) é que haja previsão específica em lei de que os valores arrecadados com a referida contribuição sejam investidos em segurança pública, que haja previsão em lei de criação de pasta específica para destinação dos valores arrecadados com a referida contribuição e que haja previsão legal de que o Consepro, representante da comunidade de Flores da Cunha na área de segurança pública há mais de 30 anos, em conjunto com as demais entidades que o compõem, sejam os responsáveis por deliberar onde serão feitos os gastos com a segurança pública com o dinheiro arrecadado”.

 

Tweetar Comentar

Everton Scarmin Preside O Pmdb Florense

01 de Setembro de 2017 às 23:17 0 Comentários

A convenção peemedebista do dia 26 de agosto elegeu o vereador Everton Scarmin como presidente do partido para o mandato 2017-2019. Ele substitui Élio Dal Bó, que sai, como disse, “com o sentimento do dever cumprido” pelo fato de ter coordenado a eleição e a reeleição do prefeito, Lídio Scortegagna. A Executiva tem como 1º vice-presidente Moacir Ascari (Fera), 2º vice Valdir Franceschet (Feio), secretário-geral Élio Dal Bó, secretário adjunto Maciel Bertolini e tesoureiro Nestor Cavagnoli.

A Juventude do PMDB tem à frente Carlos Roberto Forlin, sendo Ana Paula Cavagnoli a vice, Alex Eberle o secretário-geral, Bárbara Cavagnoli a 1ª secretária e Lucas Viapiana o tesoureiro.

 

Foto: Madelaine Andrighetti Piroli/Divulgação Legenda: Convenção foi realizada no plenário do Legislativo na manhã de 26 de agosto.
Tweetar Comentar

Pp Promove Seminário

01 de Setembro de 2017 às 23:16 0 Comentários

O Partido Progressista de Flores da Cunha promoveu ontem à noite o seminário Diálogo com as Bases Progressistas. O evento foi realizado no restaurante Clô da Vinícola Luiz Argenta com lideranças dos municípios do grupo A da Região da Encosta Superior do Nordeste (Amesne). Os temas abordados, segundo a presidente da sigla florense, Giovana Ulian, foram Os Caminhos para 2018, Construção do Voto 2018 e o Rio Grande não Pode Esperar. O encontro regional do PP teve a presença do presidente do diretório estadual, Celso Bernardi; da deputada estadual Silvana Covatti; do deputado federal Jerônimo Goergen; e do prefeito de Bento Gonçalves, Guilherme Pasin, entre outros progressistas.

 

Foto: Silvana de Carli/Divulgação Legenda: Encontro foi comandado pela presidente do PP florense, Giovana Ulian.
Tweetar Comentar

Vinhos

01 de Setembro de 2017 às 23:16 0 Comentários

Faltaram vinhos na apresentação da Seleção dos Melhores Vinhos de 2017 de Flores da Cunha. Ávidos pela bebida, os mais de 650 presentes consumiram rápido principalmente as garrafas dos vinhos finos. O lado positivo é que todos querem apreciar as bebidas florenses. O lado negativo é que muitos desses vinhos sobraram nas garrafas, não foram compartilhados entre as mesas. Fica a dica para a próxima edição organizar melhor a distribuição dos vinhos.

Tweetar Comentar

Transporte Coletivo

01 de Setembro de 2017 às 23:15 0 Comentários

Está praticamente insustentável o relacionamento entre Expresso Kurz e Prefeitura de Flores da Cunha. A empresa que venceu a licitação para o transporte público foi notificada pela administração no mês passado. Na semana passada algumas pessoas estranharam o fato de ônibus adesivados com o logo da Infraero (estatal que administra os aeroportos do país) circular pelas ruas florenses... A Procuradoria-Geral do Município estuda o caso. O fato é que a população não pode ficar sem o serviço. “A semana foi tumultuada com relação à fiscalização. Há relatos de não cumprimento de horários e falta de veículos. Temos de trocar a empresa”, disse na Câmara o vereador Ademir Barp (PMDB).

Tweetar Comentar